Como Funciona a Correção do Valor da Carta de Crédito dos Consórcios?

Como Funciona a Correção do Valor da Carta de Crédito dos Consórcios?
Como Funciona a Correção do Valor da Carta de Crédito dos Consórcios?

Como você deve imaginar, ao comprar sua cota de consórcio, seu contrato com a administradora estabelecerá alguns critérios para o cálculo das correções do valor da carta de crédito.

O valor deve ser corrigido em função do seu poder de compra, que será mantido por meio de correções que acompanharão os valores do mercado do bem que você deseja adquirir.

E para que você entenda melhor como funciona a correção, preparamos este artigo com todos os detalhes. Confira!

Como funciona a correção do valor da carta de crédito?

O crédito do seu consórcio será atualizado conforme as condições que serão estabelecidas no seu contrato com a administradora. No entanto, alguns parâmetros são utilizados para deduzir quais serão as correções.

Por exemplo, se você adquirir uma cota de consórcio no segmento de imóveis, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) será o indicador que determinará as correções do seu valor de crédito. Nesses casos, as alterações ocorrerão anualmente.

Ao invés de optar por um índice de preço como critério, a administradora pode também optar pelos preços sugeridos pelos fabricantes e montadoras, o que geralmente ocorre no caso dos consórcios de veículos. Nesse contexto, as correções ocorrerão sempre que os fabricantes sugerirem um novo preço/tabela.

Em outros tipos de segmento, pode-se utilizar o Índice Geral de Preços do Mercado (IPMG).

Consórcio de Carros: As 7 Perguntas Mais Frequentes

Dessa forma, vale a pena pesquisar a variação desses índices ou critérios em contratos de anos anteriores da administradora. Assim, você poderá ter uma noção mais completa de como funcionará a correção do valor da carta de crédito.

Se o valor do crédito aumentar, certamente os valores das prestações aumentarão também. E o mesmo vale caso a variação do preço do mercado cause redução do valor do seu crédito. Tudo isso conforme as regras contratuais estabelecidas com a administradora.

Agora, vamos exemplificar…

Supondo que você tenha adquirido um consórcio de imóveis, cujo valor total de crédito contratado é R$ 100 mil. Nesse exemplo, suas parcelas mensais seriam de R$ 983,33. Passa-se um ano e a correção conforme o INCC ocorre, com acúmulo de 7,17%.

Seu crédito terá alteração de valor, subindo para R$ 107.170, assim como a prestação, que passará a ser de R$ 1053,83. Ou seja, o índice acumulado de 7,17% é acrescentado no valor total e, consequentemente, no das parcelas.

E nos outros segmentos de consórcio?

Se o seu caso é o dos consórcios automotivos,você deverá acompanhar o lançamento de novas tabelas de preço dos fabricantes. Geralmente, os preços sofrem alteração de ano em ano, mas tudo isso depende do ano e do modelo do carro, além de depender do fabricante. E, em outros casos, também dependerá do tipo de serviço contratado.

De maneira geral, é assim que funciona a correção do valor da carta de crédito nos consórcios. A dica principal é que estejam totalmente cientes de como funcionarão as condições contratuais determinadas com a administradora.

Elas é que determinarão qual será o Índice utilizado, bem como qual será o tipo de aplicação automática quando a contemplação ocorrer e o crédito não for retirado. Além de diversos outros detalhes, garantias e deveres.

Ficou interessado em investir no consórcio? Então faça uma simulação gratuita e conheça mais sobre o funcionamento do sistema de consórcios com a List!